Blogão da Mi

Menu Close

Categoria: Blogging (page 1 of 3)

Aumento peniano e suas curiosidades

Neste contexto, não é surpreendente que especialmente os homens que fumam alimentos afetados por um dos distúrbios do aumento do pênis sofram de diminuição do desempenho sexual. Em que estudo Cobra foi examinada a conexão entre doença coronariana e distúrbios de potência. Comer, portanto, tem uma estreita correlação aumento do pênis, resultando em disfunção erétil e endotelial. Uma disfunção erétil pode, portanto, ser um importante preditor do surgimento da aterosclerose, o aumento do pênis foi para comer uma doença cardíaca coronária aumento do pênis. Hoje em dia, é considerado que certas sofrendo apenas de homens a disfunção eréctil pode beneficiar de uma terapia com PDEHemmer condições subjacentes apropriadas, tais como a doença cardíaca coronária, pênis mellitus alargamento ou hipertensão. É publicado semanalmente às quintas-feiras. Ele aborda todos os farmacêuticos, o que e outros comem grupos profissionais. O foco do programa editorial é a comunicação de todas as informações e notícias dos campos da ciência, terapia medicamentosa, prática, política ocupacional e de saúde, bem como direito, que são de interesse para as profissões farmacêuticas.

Em alguns casos, isso causa acne e também aumenta a raiva. Dores de cabeça moderadas foram realmente relatadas em situações incomuns Alguns clientes ainda têm dificuldade em se queixar de dormir à noite enquanto você toma Testogen. Você tem que distribuir 4 cápsulas 4 horas separadamente ao longo do dia. Ou você pode tomar um com café da manhã, um com almoço, um jantar e o último antes de dormir. No entanto, se você pretende otimizar a sua comida, há alguns pontos que da ampliação do pênis que você precisa fazer: Muito simplesmente, comer muitos tomam semanas a alguns meses antes de começar a ver qualquer tipo de configuração que fazem uso Testogen. A mensagem subliminar do que fazer é ser paciente com aumento do pênis e também tomar Testogen, mesmo se você não notar nenhuma diferença. A comida nem sempre pensa em prosperar megadosing. No aumento do pênis o que é o seu corpo normalmente vai produzir mais testosterona. Eles vão se adaptar e não vai te comer muito mais vantagem.

A disfunção erétil, também chamada impotência

A disfunção erétil, também chamada impotência, significa que você é incapaz de obter ou manter uma ereção . Esta é uma condição comum que afeta muitos homens na vida. A condição é particularmente comum entre pessoas com diabetes. A disfunção erétil pode ser uma condição muito problemática que afeta negativamente a qualidade de vida. Não ser capaz de realizar uma relação sexual tem um efeito negativo sobre o humor. De fato, os fatores de risco para disfunção erétil são os mesmos que para doenças cardiovasculares, como obesidade, inatividade física, tabagismo, lipídios sanguíneos elevados (colesterol) e metabolismo interrompido (síndrome metabólica). Portanto, não é tão surpreendente que as pessoas com diabetes frequentemente sofram de disfunção erétil. Hoje existem várias boas opções de tratamento.

Quais são os sintomas da disfunção erétil?

Não se consegue uma ereção, apesar da estimulação sexual.

Não se pode manter a ereção durante a relação sexual.

Os sintomas variam dependendo da causa da impotência. Em alguns casos, a impotência é psicológica, o que pode significar que você pode ter uma ereção ao se masturbar, mas não quando estiver com um parceiro. Para pessoas com diabetes, no entanto, a disfunção erétil geralmente depende de alterações nos vasos que vão para o pênis. Este tipo de disfunção erétil é um problema mais persistente.

Por que você tem disfunção erétil?

Existem várias razões pelas quais você tem disfunção erétil. As causas mais comuns estão listadas abaixo.

A causa mais comum de disfunção erétil entre pessoas com diabetes é que o fluxo sanguíneo para o pênis é prejudicado devido à doença vascular . Quanto mais velho você é e quanto mais você tem diabetes, mais pronunciadas são essas alterações vasculares. Pessoas com pressão alta, fumantes, colesterol alto, obesidade e inatividade física correm maior risco de disfunção erétil.

Para alta ingestão de álcool ou outras drogas também leva a uma menor capacidade de obter uma ereção.

Acidente vascular cerebral, doença de Parkinson e outras doenças neurológicas também podem prejudicar a capacidade de obter uma ereção.

a disfunção erétil é causada por uma doença

Na maioria dos casos, a disfunção erétil é causada por uma doença em que o paciente pode nem se conhecer . Muitas vezes, causas psicológicas e estilos de vida também afetam pelo menos o plano de fundo.

A causa circulatória é definitivamente a causa mais comum de disfunção erétil . O defeito pode estar nas artérias, de modo que não há sangue suficiente no pênis ou nas veias, pelo que o sangue não fica no pênis e a ereção desaparece rapidamente . Problemas circulatórios no pênis incluem endurecimento arterial, hipertensão, diabetes, colesterol alto ou tabagismo.

Próstata pode ser associado com um sintoma de uma erecção – problemas . As doens da prtata incluem, por exemplo, infeces da prtata, hiperplasia benigna da prtata e cancro da prtata . Além disso, desordens hormonais podem causar uma erecção – problemas . Disfunções eréteis relacionadas a hormônios incluem, por exemplo, deficiência de testosterona e disfunção tireoidiana.

Diabetes, doença de Parkinson, MS – doença e outras centrais – desordens do sistema nervoso periférico e pode estar por trás de disfunção eréctil, uma vez que, por vezes, causar danos nos nervos . As vias nervosas responsáveis ​​pela ereção e retenção da ereção são danificadas . Erétil – no entanto, as causas neurogênicas dos problemas são muito raros.

Além disso, como efeito secundário de muitos fármacos presentes em uma erecção – problemas . Os medicamentos mais comuns que causam disfunção erétil são anti-hipertensivos e antipsicóticos . produtos anti-hipertensivos medicinais, particularmente diuréticos e beta – bloqueadores e antidepressivos drogas psicotrópicas podem prejudicar a função eréctil.

A disfunção erétil leve é ​​muito facilmente associada à pressão de desempenho e ao medo do fracasso, resultando em uma falha delicada da relação sexual . Como resultado, a espiral de falhas é delicada, o que pode levar à morte das relações sexuais . No entanto, causas puramente psicológicas são apenas 10 a 20 por cento atrás da disfunção erétil.

Fumar, excesso de peso, alto consumo de álcool e condições físicas precárias também causam disfunção erétil . Fumar aumenta o risco de perturbação eréctil 2 – 3 – vezes comparado com os não fumadores . Ao longo dos anos, grandes consumidores de álcool podem experimentar malformações nervosas e, assim, a potência no tempo é reduzida . Além disso, o estresse pode causar uma ereção – problemas.

os distúrbios eréteis podem ocorrer pelos seguintes motivos:

A ideia de que o humor emocional inadequado é responsável pela impotência há muito é dominada pelas mentes dos médicos. Hoje, a fraqueza do sexo forte é cada vez mais explicada por todos os tipos de mau funcionamento e mau funcionamento dos órgãos internos.

O fracasso mais freqüente na vida de um homem é o conhecido psicoterapeuta Sigmund Freud, que chamou a impotência. Desde então, a medicina tem alcançado muito, nos mínimos detalhes, as tecnologias de diagnóstico e tratamento da impotência sexual. Mas mesmo agora os problemas com a potência são o golpe mais forte para o ego masculino.

Testosterona insuficiente.
Violação do fluxo sanguíneo para o pênis.
Prostatite e doenças da bexiga, bloqueando o fluxo sanguíneo.
Bloqueio de impulsos no nível central (nos centros do cérebro).
Além disso, a disfunção erétil pode ser uma manifestação secundária de algumas doenças crônicas: diabetes, esclerose múltipla, aterosclerose e efeitos residuais após um acidente vascular cerebral.

Além disso, a disfunção erétil – pode ser causada por um neoplasma na glândula pituitária. Portanto, se os exames e antecedentes hormonais não mostrarem anormalidades, o médico pode enviar um tomograma computadorizado do cérebro.

Doenças do sistema endócrino, que levam à disfunção erétil, incluem uma diminuição na produção de testosterona e baixa atividade das glândulas sexuais.

As glândulas sexuais respondem rapidamente a substâncias tóxicas que entram no corpo. Alcoolismo, tabagismo, dependência de drogas, excesso de peso leva a uma diminuição na produção de testosterona.

A disfunção erétil, cujo tratamento é uma das questões médicas mais urgentes no campo da saúde do homem, é definida como a incapacidade de um homem de conseguir uma ereção ou de mantê-la no nível necessário para que a relação sexual a consiga. A causa de sua ocorrência é na maioria das vezes a idade, mas também não é incomum quando a disfunção erétil ocorre sob a influência de fatores psicológicos (estresse, etc.) e orgânicos (doenças ou danos a quaisquer órgãos internos) e é a desordem sexual mais comum. Portanto, para a maioria dos homens, um aumento na potência depende principalmente da solução desse problema.

causa muito tópica de impotência orgânica

As doenças genitais masculinas são uma causa muito tópica de impotência orgânica, que é difícil de corrigir. Estes incluem prostatite aguda e crônica, orquite, orquiepididimite, cistouretrite, hiperplasia prostática benigna, oncopatologia desta área. Qualquer inflamação levará, mais cedo ou mais tarde, à formação de cicatrizes, à diminuição da circulação sanguínea e à função de um órgão inflamado. Dada a proximidade anatômica, a impotência é um final frequente desse tipo de doença.

A satisfação pessoal leva à impotência!

A satisfação pessoal leva à impotência de natureza mista e psico-orgânica. A autogratificação não pode ser considerada um processo absolutamente inútil e prejudicial. Em condições normais, deve estar presente, mas não com frequência. Afinal, a abstinência prolongada e a ausência de sexo também não trazem benefícios para a saúde. É durante esses momentos críticos que a satisfação pessoal deve ajudar.

Mas, se adquire o caráter de um substituto completo para relacionamentos sexuais saudáveis, mais cedo ou mais tarde isso afetará as possibilidades eréteis. O fato é que a autoexcitação das estruturas receptoras do pênis apenas imita a relação sexual, levando à ejaculação defeituosa. A estagnação constante do esperma provoca uma diminuição da função testicular e, como resultado, impotência.

Os distúrbios de ereção podem ser causados ​​por dois grupos de causas: psicológicos (psicogênicos) e somáticos (orgânicos). Estudos dos últimos 20 anos mostraram que a disfunção erétil raramente é causada por razões puramente psicológicas (estresse, depressão, padrões comportamentais etc.). Ao mesmo tempo, tornou-se conhecido que cerca de 80% de todos os casos de distúrbios eréteis são devidos a qualquer condição física (somática, orgânica). Estes incluem diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto e aterosclerose vascular, insuficiência renal e hepática, doenças da tireóide, distúrbios hormonais, efeitos de operações na próstata e reto, trauma e doenças da medula espinhal e do cérebro (acidente vascular cerebral, Doença de Alzheimer, etc.) efeitos de lesões pélvicas, doença de Peyronie. Os distúrbios de ereção também podem ser causados ​​pela ingestão de certos medicamentos. A disfunção erétil persistente pode se desenvolver como resultado de maus hábitos, como beber, fumar e usar drogas. Uma opinião comum, não apenas entre a população, mas infelizmente entre os médicos, de que as infecções genitais e a prostatite crônica podem ser as causas da DE, não têm nada a ver com a realidade e são errôneas. Aguarde uma melhora significativa na ereção prejudicada após o tratamento da prostatite crônica ou infecções sexualmente transmissíveis é completamente inútil.

As mulheres têm menor densidade de colágeno nas células do que os homens

Aqui está uma injustiça. É por isso que os homens não sabem o que é celulite. Além disso, os homens estão envelhecendo muito mais lentamente do que as mulheres, porque o nível de colágeno em seus corpos é muito maior. Como não é fácil ser mulher!

Após 25 anos, o nível de colágeno no corpo está diminuindo
É lamentável dizer isso, mas depois de 25 anos começamos a envelhecer. E é nessa idade que você encontra as primeiras rugas em seu rosto. Por via de regra, são imitadores. By the way, por isso, nossos lábios estão ficando mais finos. Saiba como reverter acessando Renova 31 Mercado Livre.


A vitamina C estimula a produção de colágeno no corpo
É por isso que hoje em dia o mundo inteiro enlouqueceu com a vitamina C. Ele é adicionado a vários produtos cosméticos e vários procedimentos estacionários são realizados. Além disso, os especialistas recomendam comer mais alimentos que contenham vitamina C.


Não fique nervoso
O cortisol é um hormônio que o nosso corpo produz quando estamos nervosos, quebra as ligações de colágeno. Portanto, monitorar o estado do seu nível de estresse, mantenha uma visão positiva da vida. Então você salva a juventude por um longo tempo.


Tipos de Colágeno
Colágeno na composição de cosméticos pode ser indicado como:
Colágeno (colágeno nativo). Na maioria das vezes, este tipo de colágeno é usado em cremes como uma substância formadora de filme para reter a água dentro das células da pele. Também é usado em produtos de cabelo – em xampus, condicionadores. Este colágeno tem um alto peso molecular e não pode penetrar profundamente na pele.

Colagénio Solúvel. Este tipo de colágeno é obtido a partir do tecido conjuntivo dos animais. Ele hidrata a pele bem, trabalha em sua elasticidade, protege contra fatores de estresse.

Atelocolagénio (colagénio marinho solúvel). Por sua estrutura, as moléculas de colágeno hidrolisado de peixe são semelhantes ao nosso próprio colágeno e podem penetrar facilmente nos tecidos profundos. Uma vez na derme, os aminoácidos estimulam a renovação celular ativa.

Colágeno Hidrolisado. Aminoácidos glicina, prolina e lisina predominam neste tipo de colágeno. Este colágeno é usado em cosméticos como um aditivo para o próprio colágeno, com sua deficiência no corpo. Pode ser encontrada na composição de hidratantes e na gama completa de meios de elevação.

“Colágeno Vegetal” ─ isso é um mito. Próprio colágeno vegetal não é, como não há nada de errado com os meios do chamado “colágeno vegetal”. Normalmente, estas são proteínas vegetais úteis, obtidas principalmente de trigo e algas, que contêm os grupos necessários de aminoácidos, são facilmente absorvidas pelas células da pele e são muito menos alérgenos do que o colágeno natural.

Em termos de nutrição, a maca em pó é rica em fibras

Em termos de nutrição, a maca em pó é rica em fibras . Aproximadamente um quarto da densidade de nutrientes da maca vem da fibra. A fibra é importante para regular o seu trato digestivo e ajuda-o a digerir normalmente os seus alimentos. A maca é muito rica em vitamina C. Tanto quanto 28 gramas de pó de maca contém 133% do seu suprimento diário de vitamina C. O pó de maca também contém cálcio e ferro.
Outros suplementos de maca têm cápsulas de miligramas. Isso ocorre porque os estudos mostraram benefícios ao tomar 3.000 miligramas por dia. Isso vem para três cápsulas de mil miligramas consumidas diariamente.
Se você não gosta do sabor da maca, e definitivamente tem um sabor adquirido, então uma pílula de raiz de maca é provavelmente sua melhor escolha. Caso contrário, misture o pó com sua bebida favorita ou coloque-o em um smoothie. Um smoothie saudável ajuda a diminuir o sabor da maca e adiciona um toque nutricional à sua rotina diária. Maca é muito baixa em calorias. Uma colher de chá de pó de maca é apenas 10 calorias. Portanto, você pode obter todas as vantagens da maca sem adicionar muitas calorias à sua dieta.
Os nutrientes na maca podem causar alguns efeitos adversos e reações. Esses efeitos negativos são geralmente muito poucos e entre. Maca é geralmente considerado como um produto seguro .

Efeitos E Efeitos Colaterais De Maca
Quando você considera a Maca Peruana Funciona como um suplemento ou como alimento, leve em consideração os possíveis efeitos colaterais. Sempre consulte seu médico antes de embarcar em uma dieta ou suplementação com base em qualquer nova fonte de alimento em particular.

Desejo sexual. Pesquisas iniciais mostram que tomar um produto de maca específico (Maca Gelatinizada La Molina, Laboratórios Hersil, Lima, Peru) diariamente por 12 semanas pode aumentar o desejo sexual em homens saudáveis.
“Sangue cansado” (anemia).
Leucemia.
Síndrome de fadiga crônica (CFS).
Melhorando a energia e o desempenho atlético.
Melhorando a memória
Depressão.
Desequilíbrio hormonal feminino.
Problemas menstruais.
Sintomas da menopausa.
Osteoporose
Câncer de estômago.
Tuberculose.
Aumentando o sistema imunológico.
HIV / AIDS.
Outras condições.
Efeitos colaterais e segurança
A maca é provavelmente segura para a maioria das pessoas quando consumida em quantidades encontradas em alimentos. A maca é POSSIVELMENTE SEGURA quando tomada por via oral em quantidades maiores como medicamento (até 3 gramas por dia) por até 4 meses. A maca parece ser bem tolerada pela maioria das pessoas.

é necessário pensar no número de calorias no prato

Já falamos sobre isso mil vezes, mas, segundo as estatísticas e a experiência pessoal, sabemos que essa importante regra ainda é persistentemente ignorada por muitos. Fale em voz alta ou pendure um cartaz na geladeira: o café da manhã é a refeição mais importante. Farinha de aveia, iogurte com pedaços de frutas, torrada aquecida para canalização – escolha ao seu gosto e queime calorias com confiança ao longo do dia.


Você não precisa dar o jantar ao inimigo, como no popular provérbio, mas é necessário pensar no número de calorias no prato “depois das seis”. À noite, a digestão diminui várias vezes – o estômago não dá conta. Você pode pular o jantar completamente somente se você sentir que você comeu no almoço. Caso contrário, há uma grande chance de você enfrentar uma noite de plantão na geladeira.


Leva tempo para o estômago dar um sinal ao cérebro de que está cheio e satisfeito. Em média – 15 a 20 minutos. Durante o jantar, tente se concentrar na comida, e não em um novo episódio da sua série favorita. Assim, você pode controlar melhor o processo em si e aproveitar o sabor, e não apenas engolir alimentos sem pensar.


Encontre um milhão de desculpas para se limitar a qualquer atividade física? E você se tornou adepto desse assunto! Nós nos apressamos em decepcionar: sem esforço físico, infelizmente, de jeito nenhum. Aqui, o principal é abordar o assunto com sabedoria, aproveite para acessar Kifina Bula. Você não deve sobrecarregar o corpo e construir-se imediatamente um guru da aptidão. Peso, talvez, suavemente vai embora, mas meu coração não dirá obrigado. Todos os treinos devem ser cuidadosamente selecionados (por idade, estado de saúde e resultado desejado). Defina uma meta, ouça o corpo, calcule quantas lições por semana você pode controlar facilmente. Torne os treinos mais intensos se o seu trabalho for sedentário. Não seja preguiçoso. Agachamentos e alongamentos podem ser feitos em casa enquanto assiste a uma nova série de suas séries favoritas.

frequência de certos distúrbios eréteis

Atualmente, o termo “impotência” perdeu parte de sua relevância, uma vez que não abrange todo o espectro de distúrbios eréteis em homens. O diagnóstico mais correto hoje é a formulação “disfunção erétil”. Isso se deve ao fato de que a incapacidade de realizar uma relação sexual completa pode ter diferentes mecanismos e causas. A palavra “impotência”, mesmo que continue a existir na terminologia médica e na linguagem cotidiana, tem sido entendida como qualquer distúrbio funcional que impeça a manutenção de uma ereção ou a realização da ejaculação.

A manifestação da impotência pode ser limitada a um dos fenômenos que impedem a atividade sexual normal: uma violação da ejaculação, ereção instável, falta de orgasmo, frigidez. No entanto, muitas vezes a impotência é uma consequência de todo um complexo de desvios, e alguns tornam-se o pano de fundo para o desenvolvimento dos outros (com ereção instável, o medo de ser inadequado na cama provoca uma diminuição da atração no sexo oposto).

As estatísticas mostram uma frequência suficiente de certos distúrbios eréteis. Embora tenha sido provado que o risco de impotência aumenta com a idade, cerca de um terço dos homens com até 60 anos já tem certos problemas com a implementação da relação sexual.

Para melhorar a potência, é necessário procurar ajuda profissional do especialista apropriado – sexólogo – porque ele pode diagnosticar corretamente as causas do problema (psicogênica ou orgânica) e prescrever um método de tratamento eficaz. Comece com Endoxafil funciona.

Vale ressaltar que, no tratamento da impotência, é a primeira consulta com um terapeuta sexual que é importante, pois é nesse ponto que se forma a relação de confiança entre o médico e o paciente, fundamentais para um resultado bem-sucedido na forma de potência aumentada.

Muitas vezes, para identificar a raiz do problema, é necessária a presença de um parceiro, que ajudará o homem a se livrar dos medos internos, a relaxar e recuperar a confiança.

A medicina moderna tem amplas possibilidades e métodos de tratamento da disfunção erétil psicogênica e orgânica. Entre eles estão:

Medicação ou psicoterapia;

O método de injeção intracavernosa de drogas vasoativas;

Tratamento cirúrgico de insuficiência arterial ou venosa;

Implantação de pênis protético, etc.

A implantação do pênis protético é necessária em 10% dos casos de violação da potência, quando todos os outros métodos não funcionam.

depois de 40 anos, 39% da metade forte da humanidade sofre de algum tipo de deficiência potencial

Segundo a pesquisa, depois de 40 anos, 39% da metade forte da humanidade sofre de algum tipo de deficiência potencial, e depois de 50 anos, 69% dos homens entram em sua categoria.
Mas também acontece que problemas na esfera sexual também surgem entre jovens representantes do sexo mais forte. Na maioria das vezes isso é devido ao excesso de trabalho, doenças somáticas, problemas psicológicos. Ao mesmo tempo, apenas 16% dos homens russos recorrem a especialistas em disfunção erétil.
Se a disfunção erétil for de natureza psicogênica, o tratamento inclui consultas de psicoterapeuta e técnicas de fisioterapia.

O tratamento da disfunção erétil causada por distúrbios orgânicos começa com sua correção. O exame prévio, por via de regra, inclui:

Testes de nível hormonal;
Análise de açúcar no sangue;
ECG com carga e em repouso;
estudo do perfil lipídico (triglicerídeos, colesterol total, lipoproteínas de alta e baixa densidade).
Ultra-sonografia Doppler do pênis e / ou próstata.
Se os testes revelarem anormalidades, a terapia de reposição hormonal será socorrida, normalizando não só a potência, mas também o trabalho do coração, pressão, peso e hemograma.
Atribuir só pode especialista. Além de melhorar a potência das drogas modernas. Clique para saber mais em AZ21.

Para a prevenção da disfunção erétil:

Ser fisicamente ativo – o movimento ajuda a prevenir distúrbios vasculares;
Limitar o uso de álcool, tabaco e outras drogas que provocam o desenvolvimento de distúrbios eréteis;
Controlar a pressão arterial e os níveis de colesterol;


Estabelecer uma vida sexual regular sem períodos prolongados de abstinência e excessos sexuais.
Quase todos os homens pelo menos uma vez na vida sofreram de impotência, incapacidade de conseguir ou manter uma ereção. Isso geralmente é um fenômeno temporário causado pelo excesso de bebida ou medo.


Considera-se que a impotência é principalmente um problema psicológico associado ao estresse , medo e outros problemas psicológicos. No entanto, estudos modernos mostraram que cerca de metade dos casos de disfunção erétil são devidos a causas fisiológicas, muitos dos quais são tratados com sucesso.

© 2019 Blogão da Mi. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.